sábado, 27 de fevereiro de 2010

Acordo, olho para o despertador, e são 8h00. Tenho que estar numa formação às 9h00 e demoro pelo menos 40 minutos a chegar à faculdade em dia de semana, quanto mais ao sábado. Saio de casa à pressa, apanho um táxi para não me atrasar. Chego lá e dizem-me que a formação só costuma começar por volta da 9h30, porque é sábado e as pessoas chegam mais tarde. Dinheiro gasto para o boneco; se soubesse que a senhora doutora gosta de dormir mais um bocadinho ao fim de semana em vez de chegar às horas combinadas, tinha ido de autocarro. O cais do sodré inunda, é galgado pelo Tejo. Está um vento que não se pode. A formação não é o que esperava, sinto-me a gastar dinheiro para o boneco. Outra vez. Para o almoço, dobrada e uma espécie de bacalhau com os restos de ontem (sexta-feira também foi bacalhau). Nunca mais aprendem a fazer comida naquela faculdade. Quando vou ver as notícias... Os meus probleminhas de merda são do mais insignificante que há. Apercebo-me que uma criança de 10 anos morreu enquanto esperava para ter catequese porque uma árvore caiu em cima dela devido ao vento forte (meu deus e se fosse uma das minhas crianças enquanto esperasse por mim?). Há pessoas desalojadas pelo país fora, feridos graves pelo mau tempo, prejuízos imensos. No Chile, um sismo faz 142 mortos e há ameaças de tsunami por várias zonas do Pacífico. Sinto-me inútil, egoísta, pequena.

4 comentários:

McFunny disse...

Sim estou a gostar bastante apesar de várias personagens contarem a historia , a unica personagem que não me desperta interesse é a Marin
Kiss

A miuda dos saltos altos disse...

Só uma correcçãozinha...não é comer, é comida!

Miss me disse...

Tens toda a razão miuda*
Já está alterado!

'Mimi disse...

Acho que é oficial, a comida de faculdade é sempre algo de estranho. Na minha sabe tudo ao mesmo, seja carne ou peixe :S