segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Qual festa cigana, o aniversário foi bom demais. Sexta-feira - Jantar com os amigos de sempre. Comidinha boa, sangria ainda melhor. Toca a meia-noite; vem o bolo de anos e garrafas de champanhe para todo o mundo. Imaginam o resultado: risos, fotos absurdas, música a balançar o corpo. Sábado - o dia de anos - dormir, dormir e dormir, que as horas de chegada a casa não se recomendam a ninguém. Almoço com a mamã que o papá trabalhou. À tarde fui ter com as minhas crianças (voluntariado); risos e risos, sorrisos fofinhos, parabéns e bochechas rosadas ("P. não tenho bolo para ti mas dou-te o meu chupa" - de morango e em forma de coração - olhos molhados, está-se mesmo a ver). Noitinha, os papás levam-me a jantar, a mim e ao T., a um dos restaurantes favoritos. Barrigada de ameijoa e arroz de marisco com o Casal Garcia fresquinho. Noite-com-o-namorado-para-comemorar-até-mais-não. Domingo - família toda cá para casa. Tarde toda a comer e a rir. Barrigada de gambas, picanha, queijinhos, docinhos, mais um bolo de anos. Conclui-se: estou mais que feliz e acho que já devo ter engordado cinco quilos.

4 comentários:

mllissa disse...

Vejo que o aniversário foi comemorado em grande. E é tão bom festejar...
Bjo

cacau disse...

parabéns :)

Bomboca do Amor disse...

Deixei um selinho para ti no meu blog. Beijinhos,
Bomboca do Amor.

E. disse...

Aiii que vida boa essa do fim-de-semana :) eheh!

Um Beijinho*
E.